:::: MENU ::::

Telefone e trabalho: seja consciente

Por Diego Nascimento

Talvez você conheça pessoas que ultrapassam os limites do bom senso e que utilizam o telefone da empresa para transmitir algum recado familiar ou resolver problemas pessoais.  Fiquem calmos: não estou condenando você por fazer ligações particulares do escritório. Eventualmente é necessário utilizarmos essa ferramente de comunicação criada por Graham Bell. O que quero dizer é que existem pessoas que transformam rápidas palavras em um verdadeiro livro que demanda dias para ser transmitido. Nesses casos é importante lembrarmos que enquanto estamos na linha falando com alguém, outras pessoas estão tentando efetuar o contato telefônico para registrar uma informação importante para a empresa e, principalmente, para buscar informações complementares para a aquisição do produto ou da prestação de serviço. No ambiente empresarial, o telefone é um instrumento de trabalho. Talvez você esteja pensando: “mas eu tenho família e preciso ter um canal aberto em caso de emergências”. Tudo bem, sei disso.O que quero reforçar é que o telefone institucional não deve ser utilizado para compartilhar informações sobre o último capítulo da novela das nove, a respeito da briga do vizinho com a esposa ou para transmitir receitas de bolo. Em diversos locais já testemunhei situações constrangedoras, onde, como cliente, precisei aguardar o bate-papo ao telefone para receber atendimento. Finalizo esse texto com uma excelente recomendação escrita há milhares de anos, e que atravessa séculos sem deixar de ser atual: “Com sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece” Provérbios 24:3. Reflita em suas atitudes e invista em sua carreira. 


So, what do you think ?