:::: MENU ::::

A escrita e o mercado de trabalho

Por Diego Nascimento

A comunicação digital ganha mais espaço a cada dia. Os correios eletrônicos, tradicionalmente chamados de e-mails, são ferramentas necessárias nas empresas, seja para diálogo entre departamentos ou com seus clientes. Todo esse processo envolve um personagem muito importante: VOCÊ! Sua prática de leitura e habilidades com a REDAÇÃO pode ser responsável por um texto “suave”, que siga as regras gramaticais ou por um conjunto de palavras que podem denegrir a imagem da instituição em que trabalha, mesmo que indiretamente. O ATENDIMENTO ao cliente externo e interno é um assunto sério e que precisa ser ALVO DE INVESTIMENTOS. Esse conjunto de ações envolve sua comunicação com as pessoas, seja ela nas formas verbal ou textual. Ao redigir uma resposta via e-mail, ou até mesmo em um simples pedaço de papel, pense:

1) A mensagem está clara, de fácil compreensão?

2) As regras gramaticais (pontuação, acentuação, verbos…) estão corretas?

3) Sua imagem profissional/empresarial estará bem representada através de seu diálogo via e-mail?

Sua carreira é composta por uma série de características básicas no mercado de trabalho. Uma delas é aESCRITA. Se você tem realizado sua comunicação digital de maneira exemplar, PARABÉNS! Se ainda está em fase de treinamento, é hora de concentrar esforços. Quer uma dica inicial? Leitura! Busque artigos, bons livros e revistas para sua sintonia com as palavras e formas de argumentação. INVISTA seu tempo! Comece agora!

Reflita: Redação. Atendimento. Profissional. Investimento.


Trabalhando e estudando

Por Diego Nascimento

A Educação é um dos principais ingredientes para a FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Através dela, aprendizes se tornam mestres, a inexperiência se transforma em experiência e as barreiras são substituídas por OPORTUNIDADES. Como estão seus projetos de aprimoramento de sua carreira? Seja qual for sua faixa etária, lembre que a atualização dos conhecimentos é uma regra básica para qualquer área de atuação. Há alguns meses, durante uma conversa com o amigo e docente Ray Amtmann (Northern Michigan University – USA), tive a chance de visualizar de forma clara a diferença entre os conhecimentos tácito e explícito: tácito é o conhecimento recebido através da prática no mercado de trabalho, explícito é toda a bagagem teórica adquirida através dos estudos (cursos, livros, artigos, revistas…). Segundo Ray, o PROFISSIONAL DO FUTURO possui as duas formas de conhecimento e, por conseqüência, uma JORNADA brilhante. Agora eu digo: se você está em formação teórica, lembre que a prática é uma companheira necessária; se seu histórico profissional ainda não registra uma qualificação técnica (seja por cursos de extensão, técnico, graduação ou pós-graduação) o momento éAGORA. Nosso país está em ritmo acelerado de desenvolvimento e crescimento econômico. Invista em sua carreira e crie oportunidades! A Educação teórica e prática aguarda por você!

Reflita: FORMAÇÃO PROFISSIONAL. OPORTUNIDADES. JORNADA. AGORA


Atitudes no trabalho

Por Diego Nascimento

Essa semana fui testemunha de um fato constrangedor: adquiri um produto eletrônico e precisei encaminhá-lo para a assistência. Segui o protocolo tradicional e fui até a loja para registrar a reclamação. Durante o processo de ATENDIMENTO, uma das vendedoras se aproximou do funcionário que conversava comigo e, sem qualquer limite, reclamou de um dos colegas de trabalho, utilizando palavras e expressões nem um pouco agradáveis. Mal sabia ela que o colega “alvo das ofensas” estava há poucos metros, entregando documentos de uma venda; o que era rotineiro e necessário no cargo ocupado por aquele funcionário. PACIÊNCIA e POSTURA seriam características essenciais para a vendedora, mas pelo visto, foram esquecidas rapidamente.

Observe como a imagem da instituição foi comprometida. Jamais tente “maldizer” sobre a empresa ou a respeito do desempenho de colegas na presença de clientes. Eles estão ali para receber o atendimento e não para exercer funções de OUVIDORIA. Monitore suas palavras e expressões. VOCÊ pode ser responsável por novas OPORTUNIDADES ou pela construção de barreiras. Há um verso que diz: “A boca fala do que o coração está cheio”. Cuide: afinal, seu nome é sua marca.

 

Reflita: ATENDIMENTO. PACIÊNCIA. POSTURA. OPORTUNIDADES.


Fui promovido e agora?

Por Diego Nascimento

Tenho feito diversas análises a respeito de VIDA e CARREIRA. Existem pessoas que valorizam mais o título do CARGO em que ocupam ao invés de oferecer SOLUÇÕES para os diversos desafios no cotidiano interno e externo das empresas. As PROMOÇÕES são resultado de um conjunto de esforços e dedicação de um funcionário em prol da instituição. Pense que “ser promovido” não justifica atitudes autoritárias com relação ao colega de equipe ou de outro departamento.  Sua nova OPORTUNIDADE precisa ser o caminho para ações sábias, pautadas pelo RESPEITO, PRÓ-ATIVIDADE e o “saber ouvir”. De acordo com o escritor David Wong, “quanto mais alta a posição que um indivíduo ocupe, maior o número de pessoas que sofrerão como conseqüência de suas ações”. Ou seja: cargos estratégicos devem ser sinônimos de INOVAÇÃO, esforço e simpatia. Decisões precipitadas podem afetar suaEQUIPE a curto, médio ou longo prazo. Invista em sua carreira e lembre que seu nome é a sua MARCA.

Reflita:  Disciplina. Pontualidade. Valores. Carreira.


Disciplina e profissão

Por Diego Nascimento

No último final de semana fiz uma série de exercícios físicos como parte do projeto “Boa Saúde”. Com o objetivo de manter a forma decidi alterar meu cardápio alimentar, além de fazer caminhadas e frequentar a academia. Mas é importante considerar que se não houver DISCIPLINA, meu projeto irá por “água abaixo”. Mudando de cenário eu pergunto: como anda sua disciplina no ambiente de trabalho? Você tem cumprido com todos os seus deveres ao longo do dia? O bom senso e a PONTUALIDADE fazem parte de seu currículo? A pró-atividade, união e sinceridade são itens fundamentais para as atividades diárias; que tal somar a disciplina ao seu conjunto de VALORES e princípios? O livro de Provérbios, que abrange preciosos ensinamentos ligados ao mundo empresarial e da comunicação diz que “existe o tempo certo para tudo”. Assim, faça da DISCIPLINA uma companheira e veja como tudo será mais fácil em sua CARREIRA!

Reflita:  Disciplina. Pontualidade. Valores. Carreira.


Cuidado com as palavras

Por Diego Nascimento

Há algumas semanas realizei a tradução consecutiva de uma palestra onde o tema principal era Empreendedorismo, ÉTICA e Conhecimento. Centenas de universitários estiveram presentes e ouviram importantes considerações a respeito do que o mercado de trabalho espera do chamado PROFISSIONAL DO FUTURO. Um dos itens que chamaram minha atenção falava sobre relações interpessoais; um assunto muito desafiador no ambiente corporativo e alvo de constantes INVESTIMENTOS por parte das empresas. Em determinado momento, o palestrante citou uma frase incrível: “Se você não puder falar bem de alguém, é melhor que não se diga nada”. Seguindo essa linha de raciocínio, considere: temos uma carga horária semanal dedicada às nossas atividades profissionais. Será que durante esse tempo você é fonte de harmonia, SOLUÇÕES e criatividade ou de murmurações a respeito da organização ou do colega de trabalho? CUIDADO com as palavras. Elas têm um efeito devastador quando usadas de maneira errada, principalmente no ambiente institucional. Fique longe do plantio de contendas.  Que tal substituir as reclamações por SUGESTÕES? Tenho certeza que a segunda escolha oferecerá mais oportunidades e resultados positivos!

Reflita:  Ética. Profissional do Futuro. Soluções. Cuidado.


A estrada profissional: uma jornada de escolhas

Por Diego Nascimento

Na semana passada ministrei uma palestra sobre Comunicação para um grupo de universitários. Antes de falar qualquer coisa relacionada ao tema, pedi aos estudantes que imaginassem a seguinte cena: em uma determinada região existiam duas estradas. A primeira, pavimentada e repleta de atrativos, era ampla e exibia diversas formas de entretenimento. Embora fosse um caminho agradável, a estrada acabava em um beco sem saída. O segundo trajeto, ao contrário do primeiro, tinha o acesso difícil, possuía obstáculos e morros muito altos, porém, ao fim da jornada, uma grande recompensa aguardava os PEREGRINOS que PERSISTIAM na caminhada.

Na verdade essa ilustração retrata o histórico de nossa carreira PROFISSIONAl. Em qual estrada você está caminhando? Pela primeira via, que em meio às facilidades o leva para a acomodação e apatia ou pela segunda estrada, que simboliza a árdua caminhada do profissional pró-ativo, que escolhe subir o morro da PERSISTÊNCIA e da INTEGRIDADE para alcançar bons resultados?

Concordo que seu desenvolvimento profissional envolve uma série de fatores, mas, você tem o poder de escolha sobre suas ATITUDES. O mercado observa seus passos. Fique atento (a)!

Reflita:  Profissional. Persistência. Integridade. Escolha. 


Mercado de trabalho: carregue sua mochila

Por Diego Nascimento

Talvez você se pergunte: é possível trabalhar todos os dias com bom humor, mesmo enfrentando desafios na vida fora da empresa? Sei que é uma questão muito difícil de responder, mas precisamos compreender que há LIMITES. Desentendimentos familiares, brigas com a pessoa amada e outras situações podem levar à desmotivação em seu cotidiano PROFISSIONAL. Conheço pessoas que sabem gerenciar muito bem esse tipo de acontecimento, por outro lado, existem indivíduos que “carregam a irritação” para o escritório, para aquela aula de campo, para uma palestra, uma reunião de vendas e outros eventos de seu dia a dia. O resultado? Falta de simpatia, fofocas, intrigas e cliente insatisfeito. É certo que as emoções fazem parte de nossa HISTÓRIA, afinal, somos seres humanos. Em minhaJORNADA, tenho observado como os fatos do ambiente externo influenciam no andamento das atividades organizacionais. Por isso, sugiro que você analise suas atitudes e tente perceber se há um limite entre seus desafios pessoais e sua missão na empresa.  Em um de seus artigos, o Professor Reinaldo Polito diz: “Saiba tudo o que puder sobre os aspectos técnicos da sua atividade, mas não deixe de considerar um dos mais relevantes – o comportamento”. Concordo que “cada caso é um caso”; sendo assim, CONVERSE com alguém de sua confiança e peça uma ORIENTAÇÃO. Algumas empresas já possuem profissionais preparados para esse tipo de ocorrência, prontos para auxiliar. Portanto, invista em sua CARREIRA e curta os bons momentos de sua vida!

Reflita: Limites. Profissional. Carreira. Opinião. 


Emoções no emprego

Por Diego Nascimento

Talvez você se pergunte: é possível trabalhar todos os dias com bom humor, mesmo enfrentando desafios na vida fora da empresa? Sei que é uma questão muito difícil de responder, mas precisamos compreender que há LIMITES. Desentendimentos familiares, brigas com a pessoa amada e outras situações podem levar à desmotivação em seu cotidiano PROFISSIONAL. Conheço pessoas que sabem gerenciar muito bem esse tipo de acontecimento, por outro lado, existem indivíduos que “carregam a irritação” para o escritório, para aquela aula de campo, para uma palestra, uma reunião de vendas e outros eventos de seu dia a dia. O resultado? Falta de simpatia, fofocas, intrigas e cliente insatisfeito. É certo que as emoções fazem parte de nossa HISTÓRIA, afinal, somos seres humanos. Em minhaJORNADA, tenho observado como os fatos do ambiente externo influenciam no andamento das atividades organizacionais. Por isso, sugiro que você analise suas atitudes e tente perceber se há um limite entre seus desafios pessoais e sua missão na empresa.  Em um de seus artigos, o Professor Reinaldo Polito diz: “Saiba tudo o que puder sobre os aspectos técnicos da sua atividade, mas não deixe de considerar um dos mais relevantes – o comportamento”. Concordo que “cada caso é um caso”; sendo assim, CONVERSE com alguém de sua confiança e peça uma ORIENTAÇÃO. Algumas empresas já possuem profissionais preparados para esse tipo de ocorrência, prontos para auxiliar. Portanto, invista em sua CARREIRA e curta os bons momentos de sua vida!

Reflita: Limites. Profissional. Carreira. Opinião. 


Não é minha função

Por Diego Nascimento

Hoje falarei a respeito de uma ficção que assisti há alguns meses. Fiz algumas adaptações para facilitar nossa compreensão a respeito do tema. O vídeo registra a história de um grupo de funcionários de uma empresa prestadora de serviços. Em certo dia, um homem caminhava pela calçada em frente à portaria daquela organização. Ele acendeu o cigarro e jogou o fósforo sobre o gramado. Em questão de segundos uma pequena chama se formou. A recepcionista da empresa, ao ver pela janela o que estava acontecendo, decidiu relatar o fato ao supervisor do departamento. Telefonou em seu ramal avisando sobre aquele foco de incêndio. A resposta foi imediata: “Lamento, mas resolver questões desse tipo não é minha função. Transferirei a chamada para a gerência que certamente resolverá o problema”. O gerente ouviu atentamente o pedido do supervisor, mas sua fala seguiu o mesmo padrão: “Obrigado por avisar a respeito, mas, infelizmente, isso não faz parte de minhas atividades e precisarei transferir o recado para nossa diretoria”. E assim a história se repetiu por diversos setores, até que a pequena chama se tornou um incêndio, sendo necessária a ajuda do Corpo de Bombeiros. Por pouco a sede da empresa não ficou apenas nas fotografias.   Como é fácil ser percebido, esse breve relato teria um final diferente se algum dos personagens tivesse a INICIATIVA de resolver o problema, logo no início. É provável que você já tenha testemunhado algo parecido, sabia? Nesse caso, a chama pode representar um telefonema ou uma pergunta não respondida de maneira adequada, sob a justificativa de que “não é minha função”. É claro que há limites para o exercício das atividades no cargo em que você trabalha, porém, existem EVENTUALIDADES em que o trabalho em EQUIPE é fundamental. E você? Tem contribuído com a boa imagem de sua empresa através de pequenas ATITUDES? Invista em sua carreira!

Reflita: Iniciativa. Atitudes. Equipe. 


Páginas:1...1516171819202122