:::: MENU ::::

Prevenção e o mercado de trabalho

Por Diego Nascimento

Na última semana minha família teve três pessoas infectadas pelo vírus da dengue. Imediatamente iniciamos a busca por um provável foco de mosquitos, mas a localização ainda permanece um mistério. Mesmo com as constantes campanhas de conscientização para limpeza de vasos de plantas, recolhimento de pneus e outros, ainda existem pessoas que não captaram a importância dessa mensagem. Mais uma vez a prevenção é o ingrediente mágico para evitar os sintomas nada agradáveis dessa doença. Em nosso cotidiano no mercado de trabalho o cenário não é diferente: quantos profissionais recebem treinamento, orientação e acompanhamento para prevenir falhas em processos e, por resistência ou mesmo comodismo, insistem no erro e contribuem para um efeito de falhas em cadeia, que, no final das contas, atinge a empresa como um todo? Embora exista tratamento para essa situação, apenas o profissional pode optar pela cura, “dando o primeiro passo” em busca da mudança e quando necessário, reconhecer que precisa de ajuda. Nossas decisões têm resultado a curto, médio ou longo prazo e podem afetar uma ou mais pessoas. É nessa linha de raciocínio que lembro do tradicional ditado: “É melhor prevenir do que remediar.” Invista em sua carreira! Bom trabalho!


So, what do you think ?