:::: MENU ::::

Não fique para trás

Por Diego Nascimento

O portal UOL divulgou um recente estudo feito pela consultoria especializada iStrategy que constatou a diminuição do número de internautas que usam o Facebook nos Estados Unidos. De 2011 a 2014 mais de 3 milhões de pessoas abandonaram a ferramenta. Boa parte desse público migrou para outras redes como Instagram, Whatsapp, etc…  Quem diria, não é mesmo? Embora o objetivo do estudo tenha sido apenas a análise da faixa etária dos usuários, podemos entender que mercadologicamente tudo tem seu tempo.

Nossa carreira segue a mesma linha. Conheço gente que prefere continuar estagnada no conhecimento e na prática de algumas atividades quando, na verdade, deveriam buscar uma atualização sobre aquilo que fazem. Vivemos na chamada era da informação mas podemos encontrar pessoas totalmente desinformadas. E o pior: por escolha. O investimento na carreira, independente de quanto tempo essa ou aquela pessoa está no mercado de trabalho, é obrigatório. A oferta de livros, manuais, cursos e palestras nas mais diversas áreas é cada vez maior. Que tal aproveitarmos essa facilidade?

Admiro quem busca o crescimento profissional por meio da persistência, garra, cordialidade, harmonia e da atualização dos conhecimentos. As transformações são diárias e, por isso, precisamos estar sintonizados na antecipação de tendências. É nessa perspectiva que termino esse artigo com uma dica: não fique para trás!

Quer compartilhar ideias? Esteja a vontade. Estou pronto para ouvir!


So, what do you think ?