:::: MENU ::::

Eu já vi isso

Por Diego Nascimento

Há quem diga que soberba é um dos sete pecados capitais. Tive a chance de assistir algumas manifestações na prática e confesso que não foi uma experiência agradável. Em função do cargo descrito no crachá, estilo de vestimenta, promoção ou mesmo bens materiais, algumas pessoas insistem em demonstrar uma atitude totalmente desconectada do que esperamos do profissional do futuro.

O dicionário Michaelis descreve a soberba como “Manifestação arrogante de um orgulho às vezes ilegítimo.” Se você ainda não conheceu alguém com essa característica, não se preocupe, sua vez chegará (risos…). O ambiente de trabalho exige profissionais cordiais, simpáticos e prontos para ouvir o próximo. O orgulho excessivo pode trazersérias consequências ao indivíduo ou para a equipe. A falta de compreensão e humildade para aprendizado são fatores que contribuem de forma certeira para a perda de clientes, confiança e credibilidade de uma instituição.

Ouça seus colegas de trabalho. Manifeste sua opinião de forma democrática. Gerencie por meio do respeito. Fale com autoridade e veracidade. Compreenda. Respeite o organograma de sua empresa. Paute pelo profissionalismo.

Jamais confunda humildade com ausência de ambição. Essa última característica, quando praticada de forma sadia, tem o sucesso como companheiro. Grandes líderes foram e são conhecidos por seu envolvimento e participação, jamais pela soberba ou arrogância.

Uma frase atribuída a um famoso escritor espanhol diz que: “A soberba nunca desce de onde sobe, mas cai sempre de onde subiu.” O profissional do futuro luta contra esse sentimento. Espalhe essa ideia.

Quer compartilhar experiências? Esteja a vontade. Estou pronto para ouvir!


So, what do you think ?