:::: MENU ::::

Direto ao ponto

Por Diego Nascimento

Na semana passada fiquei seis horas aguardando um vôo; o atraso ocorreu em virtude do mau tempo na capital paulista, ponto de origem da aeronave. Fui até a livraria e comprei um daqueles interessantes livros de palavras cruzadas. Durante os exercícios que exigiram uma boa dose de conhecimentos gerais decidi olhar para o relógio e fiquei espantado ao perceber a velocidade com a qual o tempo havia passado. Nessa perspectiva, convido você a pensar comigo: quantos profissionais concentram esforços em questionar (por vários ângulos) situações já resolvidas ou mesmo sem importância? Preferem agir de forma horizontal, vertical e diagonal (a exemplo das palavras cruzadas), criando uma tensão desnecessária enquanto o que realmente precisa de foco está fugindo por entre os dedos: tempo e resultado.  Sugiro que deixemos as páginas viradas para as novelas do Vale a pena ver de novo. A Bíblia Sagrada registra um interessante versículo que diz: “as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.  Já uma frase atribuída ao célebre Peter Drucker fala: “O esquecimento sistemático do antigo é um e o único meio de forçar o novo”. E você? Tem concentrado esforços para o futuro? Então chega de rodeios: sonhe, planeje, invista e vá direto ao ponto. O mercado, seus colegas de trabalho e o clima organizacional agradecem! 


So, what do you think ?